quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Dicas do Vini - o básico da higiene

Conquistar e ser conquistado não é uma ciência exata. Não dá pra dizer "Dê chocolate e conquiste" ou "Dê uma porrada e conquiste" (embora a segunda opção seja mais eficiente). E também não existe um conselho muito bom como nos filmes americanos em que o jovem procura o senhor de idade que lhe diz "seja você mesmo". Nem com puta é exato. É honesto, mas não exato.

Mas existe pelo menos o básico para se conquistar alguém. Isso daria um livro maior do que a Bíblia, mas vou tentar resumir em alguns tópicos essenciais para uma conquista:



1.     Higiene

É o ítem mais do que básico. Ninguém gosta de alguém sujo. Nunca ouvi falar alguém falar "Nossa! Adoro as cracas que aquele cara tem nas dobrinhas. Imagine o umbigo dele... Ai, ai...". Tem pessoas que podem não se importar ou não reparar, mas quem já não desistiu de uma pessoa porquê ela tem hálito de privada pública, ou tem uma pizza nas axilas...



Esse tópico da Higiene precisa de sub-ítens:
  • Higiene bocal
Escovar os dentes é fenomenal. Não importa quantos dentes você tem na boca, além de economizar com dentista, você vai conquistar amigos e manter aqueles que você já tem. E nessas amizades novas, você poderá encontrar alguém interessante e fingir que quer só uma amizade.

O bom hálito, apesar de primordial, é fácil de manter: escove os dentes, passe um Listerine (ou similar), leve umas balinhas de menta com você e vá usando as balinhas pra manter um frescor razoável. Se o problema insistir, pense em naftalina ou um desinfetante. Pessoa com cheio ruim na boca é lamentável. A vontade é de falar "Acho que esqueceram de dar descarga na sua boca". Mas você não falará isso.

Se tua companhia estiver com mau hálito, você irá oferecer a balinha de menta, uma bebida ou o cartão do seu dentista. E se a pessoa não aceitar? Dá um toque na pessoa... na camaradagem. Mesmo se não tiver uma intimidade. É como a pessoa que abre o sorriso e tem uma alface no dente. Tem que ser brother e falar "Ô, aceita uma balinha. Vai por mim". Se ela não entender, insista "Pegue a balinha, eu já estou ficando tonto";

  • Higiene corporal
É mais complicado do que a higiene bocal. Tem pessoas que transpiram mais e não tem como falar "Olha! Dá licença que meu desodorante tá vencendo. Já volto". É chato demais. Mas existem uns atalhos:
    • Durante a semana, teste vários tipos de desodorante e várias marcas. Se continuar o futum, tente limão ou macumba;
    • Tome banho decentemente. Nada de querer enganar. Não esqueça das dobrinhas, entre os dedos, partes íntimas e uma caprichada nas axilas;
    • Corte as unhas. Nunca vi, mas sei que existem mulheres com unha suja. Homens então... ;
    • Lave e penteie o cabelo. Não precisa fazer um corte do Neymar, mas só dá aquele tapa pra deixar claro que você tem o mínimo de cuidado;
    • Orelhas também fazem parte do corpo. Além da higiene ajudar a escutar melhor. Mesmo se a mulher não valer a pena escutar:
    • Chulé é cruel. Passa aquele pózinho do comercial do sapo que dança.
Cremes, perfumes e tudo mais são detalhes. Não é isso que vai garantir sua higiene. É como passar perfume no cocô do seu cachorro, não vai adiantar se não limpar.

E se notar alguma coisa estranha na pele, consulte o dermatologista, veterinário, casa de umbanda...

  • Higiene íntima
Aí o bicho pega. Não sei como são os homens, mas tem mulher que é sacanagem. E não é no bom sentido da palavra "sacanagem". Po! Nada pior que subir um fuá no meio da diversão. Se você perceber o futum antes, (às vezes) dá pra inventar de tomar banho antes e dar aquela disfarçada.

Existem aqueles produtos específicos para regular o ph e tal. Vamos fazer uso, né? Não custa muito e o resultado faz a diferença. O brinquedinho ficar cheiroso é difícil, mas limpo é possível.

Às vezes, dá até pra culpar o volume do matagal. Você pensa "está com esse cheiro porque ela ficou com vergonha de chamar um jardineiro pra cuidar da virilha". Eu sei que mulher sofre com depilação, mas um matagal não dá. Deveria ser moda nos anos 70, mas é como cuidar do próprio cabelo. Ninguém fala "Uaau! adorei esse cabelo de leão depois da briga". Depilação ajuda medir a higiene da região. 

E a região também inclui a parte de trás, o buraco do diabo, o olho cego... Nosso corpo é uma máquina quase perfeita, mas infelizmente o playground fica perto da saída do esgoto. Isso sem contar as brincadeiras com o lado B. Por essas e outras que o diálogo é bem vindo: "Eu gostaria de te dar um toque, mas acho que a região está estranha pra dar o toque..."

  • Roupas
Uma roupa limpa é o mínimo. Não tem nada a ver com valor. Não sou a favor de roupas passadas (acho que em 5 minutos você já está parecendo uma nota de 2 reais na mão de bêbado), mas ajuda da apresentação.


Bom, de higiene acho que já deu, mas não é tudo. Não é porquê você anda limpo que vai se dar bem em qualquer situação. Vou escrevendo sobre outros assuntos nos próximos posts. Aceito sugestões.



2 comentários: